Falando de Salvação

 

Primeira Semana

A quem enviarei e quem há de ir por nós?

Isaías 6:8

Na mensagem anterior (campanha Minha família no Altar de Deus), vemos que Obede Edom seguiu a Arca e ao rei Davi para a tenda que Davi havia preparado para por a Arca e servir ao Senhor.

Obede Edom com sua família, havia deixado sua casa e seus pertences agora abençoados por Deus para continuar servindo. (1 Crònicas 15:21, 24; 16:5; 26:4, 9).  Da mesma forma vemos Pedro deixando tudo para servir à Jesus depois de uma pesca maravilhosa, onde com certeza Pedro como profissional na pesca nunca tinha presenciado tamanha benção ( Lucas 5: 1-11; Mt 19:27), mas tanto Pedro como Obede Edom nos transmite uma mensagem que não dá para não entender.

Não há benção maior do que receber Jesus em nossa casa, em nosso lar em nossa vida. Talvez para alguns que ainda não tiveram o entendimento que eles tiveram, fica difícil quando Jesus nos convida a deixar tudo e segui-lo (Mateus 19:21, 22), mas para os que entendem, fazem isso com a maior alegria, pois sabem que há uma recompensa aqui na terra e por fim a vida eterna (Lucas 18:29,30), pois não é em vão que servimos ao Senhor (1 Coríntios 15:58). Há um propósito de Deus nisso. Por exemplo: Estamos aqui  e estamos transmitindo uma Palavra de Deus para este lar, para esta família. Deus está nos usando. Nós agora somos a Arca de Deus, a Arca de uma nova Aliança de Deus para  levar Sua Presença e Palavra onde Ele nos enviar. Há um propósito nisso!

Talvez você diga: Eu quero andar com Ele e servi-lo, mas eu sou muito novo e inexperiente nas coisas referentes a Deus, eu não sei falar, o que eu vou dizer? Deus disse a Jeremias: “ Não digas: Eu sou um menino; porque a todos a quem eu te enviar, irás; e tudo quanto te mandar, falarás.”  (Jeremias 1 : 7)

É Deus que quer te usar e tem várias formas de isso acontecer. Deus pode te usar como pregador, como evangelista,  Deus pode te usar para ensinar pessoas que você mesmo pode reunir em qualquer lugar, na garagem de sua casa, na sala, na casa de um amigo etc. Não é só na igreja que isso pode ser feito (Leia Atos 2:42-47; Filemom 1:2; Colossenses 4:15).

Deus pode te usar para abençoar a Casa de Deus com sua fidelidade nos dízimos e ofertas, e  em qualquer outro trabalho que é feito na Casa de Deus com o propósito de alcançar e edificar outras pessoas. Você percebe que muito pode ser feito e que Deus pode te usar para isso? Tudo isso pode ser feito para Deus que está sempre disposto a te abençoar.

Obede Edom dispôs a casa dele para a permanência da Arca que é um símbolo da Presença de Deus, Pedro dispôs seu barco e seu tempo de descanso para Jesus ensinar a multidão. Eles foram muito abençoados pela atitude que tiveram. Depois se dispuseram a si mesmos para servirem ao Senhor e o Senhor os abençoou. Então podemos entender que quando dispomos o que temos para Deus, Ele multiplica e quando nos dispomos, ele nos usa para multiplicar.

Na passagem da multiplicação dos pães e peixes, um menino dispôs dos peixinhos e pães que tinha para Jesus e Jesus usou os elementos para alimentar uma multidão e não só isso, Ele usou os discípulos para multiplicar e entregar a benção para as pessoas. E qual foi a recompensa que os discípulos tiveram? Eu te pergunto: Doze cestos cheios está bom? Ou quer mais?  (Leia João 6:5-13)

“O meu Deus, segundo as suas riquezas, suprirá todas as vossas necessidades em glória, por Cristo Jesus.”  (Filipenses 4 : 19)

Em Isaias diz: 6: 8  Depois disto ouvi a voz do Senhor, que dizia: A quem enviarei, e quem há de ir por nós? Então disse eu: Eis-me aqui, envia-me a mim.

Você está disposto a servir a Deus e confiar que Ele há de suprir todas as suas necessidades: Você crê que Deus quer te usar para ser a Arca de uma nova aliança? Está disposto a dizer: Eis-me aqui; usa-me a mim?

Que Deus lhes abençoe!

Pastor Sidney

XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

Segunda semana

DEUS TEM CUIDADO DE NÓS!

Mateus 14: 12  E chegaram os seus discípulos, e levaram o corpo, e o sepultaram; e foram anunciá-lo a Jesus.

A primeira multiplicação dos pães

Mc 6:30-44    Lc 9:10-17    Jo 6:1-14  )

13  E Jesus, ouvindo isto, retirou-se dali num barco, para um lugar deserto, apartado; e, sabendo-o o povo, seguiu-o a pé desde as cidades.

14  E, Jesus, saindo, viu uma grande multidão, e possuído de íntima compaixão para com ela, curou os seus enfermos.

15  E, sendo chegada a tarde, os seus discípulos aproximaram-se dele, dizendo: O lugar é deserto, e a hora é já avançada; despede a multidão, para que vão pelas aldeias, e comprem comida para si.

16  Jesus, porém, lhes disse: Não é mister que vão; dai-lhes vós de comer.

Vemos aqui a primeira multiplicação dos pães feita por Jesus, mas em que contexto isso acontece? No contexto vamos encontrar um relato sobre a morte de João Batista. (Mt 14:12).

João Batista havia sido morto decapitado. Isso aconteceu numa guerra? NÃO! nem tampouco em uma disputa sobre o tráfico ou coisa parecida. Isso aconteceu em uma apresentação de dança. Uma “inocente apresentação de dança”.  Era aniversário de Herodes e este havia encerrado João na prisão visto que este o advertia para que não se relacionasse com Herodias pois esta era esposa de Felipe seu irmão. e quem é que vem dançar para Herodes com o fim de “alegrar” sua festa? Nada menos que a filha de Herodias. “A dança pode ser inocente, mas dependendo de quem dança e quais suas intenções, ela pode perde sua inocência”.

O rei ficou feliz e diante de todos os convidados prometeu com juramento que daria a dançarina tudo o que lhe pedisse. é claro que o rei não estaria encantado somente com a apresentação da filha de Herodias, o rei estava envolvido com a mãe dela. esta foi até a mãe e perguntou o que ela poderia pedir ao rei. Herodias rapidamente diz a filha para que pedisse a cabeça de João Batista num prato. Isso aborreceu o rei, mas o juramento de um rei não pode ser anulado. Herodias sabia disso.

Vejam como o inimigo trabalha; Uma simples dança em uma festa de aniversário e pode surgir uma trama que vai gerar a morte de alguém. Jesus disse: “E as coisas que vos digo, digo-as a todos: Vigiai.”  (Marcos 13 : 37)

Precisamos ter cuidado!

Mesmo a contragosto Herodes tem que ordenar a morte de João. Notícia ruim corre rápido e não demorou para chegar até Jesus. Veja que interessante como Jesus administra uma notícia ruim. 13  E Jesus, ouvindo isto, retirou-se dali num barco, para um lugar deserto, apartado[…]. Jesus sabia que uma notícia ruim tem uma grande possibilidade de trazer desânimo a quem ouve. Por isso ele chama seus discípulos e saem para um lugar deserto e apartado, ou seja, longe de notícias ruins e afastado de pessoas que certamente fariam questão de propagar a tal notícia.

Se observarmos a nós mesmos, vemos que certamente  gostamos de ouvir notícias e o que é ruim nos chama a atenção até mais que notícias boas. Gostamos de ouvir, comentar e dar nossa opinião. Existem pessoas que agem assim e depois não sabem explicar o porquê de suas vidas estarem amarradas.

Jesus estava no começo de seu ministério, Ele sabia que os discípulos não estavam prontos para conviverem com certas situações, afinal, eles esperavam um libertador que os livrassem, mas João tinha sido preso e Jesus não havia feito nada para libertá-lo e agora estava morto. Como confiar em alguém que não pode evitar algumas tragédias? Como seguir e obedecer alguém que não se importa?

Quem nunca pensou desta forma um dia? Deus não me ouve, Deus não se importa, Deus se esqueceu de mim?

Jesus sabe que pensamentos como esses podem passar pela nossa cabeça e Ele não podia deixar isso acontecer. Peguem o barco disse Ele; vamos para outro lugar.

O Inimigo é astuto e está sempre preparando uma forma de nos fazer desistir dos planos de Deus (“Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar;”  (I Pedro 5 : 8) ), mas Jesus sempre chegará no tempo certo de nos dar a vitória. “Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou.”  (Romanos 8 : 37)

O texto de Mateus diz que uma grande multidão se aproximou de Jesus. A multidão queria ser curada, liberta, ela não estava preocupada com a morte de João Batista. O inimigo não está preocupado em frustrar a multidão, o Diabo queria pegar os discípulos de Jesus. Até hoje é assim, o inimigo tem como foco, aqueles que decidem andar e servir a Jesus.

Jesus quando tirou os discípulos do local da notícia ruim (morte de João Batista), ele estava demonstrando  o cuidado que Deus tem por nós.  Estava ficando tarde e Jesus agora olha para multidão que lá estava. Cerca de cinco mil homens fora as mulheres e crianças, era muita gente, Jesus sabia que eles estavam famintos, o lugar era deserto e afastado, lembra? Não havia como comprar alimento para todos, Jesus gosta desses desafios e nos desafia também. Ele diz aos discípulos: Dêem pão para eles!  Como? Falou um deles! Não há onde comprar e precisaria de muito para saciar a fome dessa multidão. Despeça-os cada um para sua casa!

Então alguém chega a Jesus e diz: Encontramos alguns pães e peixes, mas o que é isso pra toda essa gente? Jesus orou e multiplicou os pães e peixe e toda multidão foi saciada e ainda sobraram doze cestos cheios. Quantos discípulos Jesus tinha alí? Doze era o número deles. Doze cestos cheio para doze discípulos que precisavam ser alimentados na sua fé.

Jesus mais uma vez mostra o seu cuidado para com aqueles que o seguem e confia Nele.  Você sabe que Jesus te ama e cuida de você em todos os detalhes?

1 Pedro 5: 7  Lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós.

Jesus cuida de você!

Pastor Sidney

XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

Terceira semana

Vivendo cada dia uma nova experiência com Deus

Ezequiel 47: 1-12

Na passagem acima vemos o homem sendo conduzido através de um rio cujas águas vão ficando cada vez mais profundas, chegando até o ponto em que é impossível continuar a pé.

É neste momento quando temos a visão da impossibilidade diante de nós, que Deus nos abre a visão para enxergarmos as benção que Ele tem, não só para nós, mas para todos os que estão a nossa volta. Nossa família e amigos são contemplados quando nos dispomos a andar e servir ao Senhor.

Quando você se deixa conduzir por Jesus, a visão que você tem é de Jesus, e só quando compreende que a visão de Jesus é a mais importante então Ele mostra o que tem reservado pra você.

Jesus espera que façamos a nossa parte, para que Ele possa cumprir aquilo que nos tenha prometido.

Você já fez a sua parte?

Quando é que sei que fiz a minha parte?

1- Quando vê á Jesus em primeiro lugar, não as bênçãos.

2 – Quando as coisas não forem mais possíveis a você. Então o Senhor entra em cena e continuará a caminhada com você te levando onde você e eu por nossa força e capacidade jamais conseguiríamos.

A cura, a prosperidade, só é bênção quando vem da experiência profunda com Jesus.

Por quê? Porque Você começa agindo por você  até entender que sem Jesus você é limitado, aí é descoberto os segredos do seu coração, Vai continuar? ou desistir?

Quando é que a prova vem? A linha divisória que separa o fracasso do sucesso, é a linha que separa você de Jesus. Quando está para atravessar ou não essa linha é que vem a prova, para saber o que está no seu coração. Dt 8: 2  E te lembrarás de todo o caminho, pelo qual o SENHOR teu Deus te guiou no deserto estes quarenta anos, para te humilhar, e te provar, para saber o que estava no teu coração, se guardarias os seus mandamentos, ou não.

Quando você diz não agüento mais, me ajuda Jesus! Então Jesus estende a mão (Pedro no mar Mt 14:31), e te leva para um lugar seguro.

Em que parte do rio você está?

O medo e a insegurança ajudam a entender em que parte do rio você está. Quando o medo começa a aparecer, a insegurança diante do tamanho do plano de Deus te torna pequeno, então você está na parte do rio em que não dá pra atravessar.

Não, não é um rio qualquer, não é o rio tranquilo e suave que você escolheu, não é do seu jeito, é do jeito de Deus.

Para conhecê-lo tem que cantar o que ele escolher, dar o que ele pedir, fazer o que ele mandar. Isso é confiar… Ele é rei e até o desejo do rei é ordem.

O Rio sempre será o que Deus escolher. Ante de qualquer coisa, de qualquer tratamento, é preciso entender e reconhecer que Jesus é Senhor! “Para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra,”  (Filipenses 2 : 10)

É interessante seguir a a ordem do texto.

                a-  Você é levado a um rio e tem três tentativas de ir adiante

                b – No final das tentativas é que você percebe que este rio é impossível de atravessar

                c – Neste momento você entende que sem ajuda não consegue. (cai o orgulho)

                d – Só vê a cura e a prosperidade quando o dono do rio te leva a atravessar

                e – Nem todo o rio é proveitoso pra você (charcos e pântanos serão deixados para sal)

                f – O que parece  não ser proveitoso pra você (SAL), é de Jesus. e se é de Jesus, é de suma importância pra você. Sal é indispensável para vida.

Indústria da panificação O pão é constituído fundamentalmente pela farinha, pela água e pelo sal. A incorporação do sal ao pão, confere qualidades sem as quais se tornaria impróprio para o consumo, regula a fermentação que efetua na massa, melhorando as suas características plásticas e influi, durante a cozedura, na coloração da crosta.

O organismo humano e o sal    Para além de temperar a comida, o sal é um bem essencial ao nosso organismo. Está provado cientificamente, que o ser humano não pode viver sem sal, o cloreto de sódio é fundamental para a manutenção do metabolismo e para o sistema imunológico. A perda de minerais importantes ao funcionamento do organismo, devido ao nosso ritmo ativo ao longo do dia, causa um grande desgaste físico.
Fonte : https://goo.gl/efW8Ef

ALGUMAS REFERÊNCIAS SOBRE O SAL

47:11 A torrente da água viva, que tornará doce as águas do mar, ainda deixará algum sal, porque ele é um elemento indispensável à vida.

Além disso, era obrigatório salgar as oferendas destinadas ao sacrifícios (Lv 2:13; Ez 43:24), razão por que mantinham se reservas de sal nos depósitos do templo (Ed. 6:9; 7:22).

Levítico 2: 13  E todas as tuas ofertas dos teus alimentos temperarás com sal; e não deixarás faltar à tua oferta de alimentos o sal da aliança do teu Deus; em todas as tuas ofertas oferecerás sal.

Esdras 7: 22  Até cem talentos de prata, e até cem coros de trigo, e até cem batos de vinho, e até cem batos de azeite; e sal à vontade

Você já conhece a Jesus?

Em que parte do rio você está?

Quer viver uma nova experiência com Deus?

Deus os abençoe!

Pastor Sidney

XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

Quarta semana

 

Entregar e confiar para entender

Salmos 37:5  Entrega o teu caminho ao SENHOR; confia nele, e ele o fará.

 

Hoje quando vamos para a casa do Senhor estas águas fluem da mesma maneira, espiritualmente falando, assim que entramos pela porta do Templo estas águas começam a fluir, 

Você conhece a Deus, alguém lhe fala Dele, depois você entende que Jesus é o único caminho que te leva a Deus, depois você pela fé em Jesus, busca a sua cura, sua prosperidade, ato seguinte você se apaixona por Jesus, até então você só estava interessado nas bênçãos e não viu nenhuma, salvo algumas “apresentações”, ( “Porque agora vemos por espelho em enigma, mas então veremos face a face; agora conheço em parte, mas então conhecerei como também sou conhecido.”  (I Coríntios 13 : 12))

Agora nós não conseguimos viver sem Ele. Ele te falou que sem Ele você não consegue fazer nada. Então você o põe À frente e vai.

Estes são os mergulhos que foi dado no rio de Deus. Agora você chegou em um ponto em que só dá para atravessar a nado. Fim da linha pra você e pra mim.

É aí que Jesus entra. É aí que o Espírito de Deus entra.

Quando a mão do poder o seu EGO tirar, sobre as ondas poderás andar…(HINO) Solta o cabo da Nau…

Neste ponto o profeta chegou no limite, agora ele só podia atravessar a nado, esta parte do texto representa a plenitude, o momento que podemos falar como o Apóstolo Paulo em Gálatas 2:20 ” Já estou crucificado com Cristo, e vivo, não mais eu, mais Cristo vive em mim”. Momento em que a nossa entrega é total, totalmente rendidos ao Senhor, onde nos tornamos um vaso de barro para que a glória seja toda do Senhor, onde diminuímos para que Ele cresça mais e mais, glória a Deus.

Quando se chega neste ponto, é que entendemos quem na verdade é Jesus e qual a Boa, Perfeita e Agradável vontade Dele pra nós.

O sal? o sal serve para você e para Deus, agora nós somos participantes da Glória do Senhor. Temos a visão aberta e sabemos para que serve o sal. Jesus disse que nós somos o sal. “Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens.”  (Mateus 5 : 13)

O sal é para preservar a vida que é oferecida a Deus como oferta suave.

1- Entrega (vs2 Ele me levou)

2- mergulha. ( vs 3, 4 5 vai até que não possa mais)

3- Deixa o Espírito Santo te conduzir (vs 6 Me levou e tornou a trazer a beira do rio)

4- Tenha os olhos abertos para cura e prosperidade ( 7, 8, 9, 10

5- Se preserve para servir a Jesus (Sal na oferta)

6- O Senhor é seu pastor e nada lhe faltará. (vs 12 Bençãos para sempre, cura nas folhas das árvores, alimento, novos frutos, toda sorte de árvores)

Nota: as águas produzem vida, o sal preserva mesmo depois de morto. “Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá;”  (João 11 : 25)

Agua= Palavra de Deus  Efésios 5:26 – … Cristo amou a Igreja, e a si mesmo se entregou por ela, para a santificar, purificando-a com a lavagem da água, pela Palavra.

Propósito: levar os irmãos a confiarem e se entregarem completamente a Jesus e à Sua Palavra e se encher do Espírito Santo de Deus.

Deus tem um projeto na vida de cada um dos seus servos. Este projeto só é plenamente alcançado quando o servo renuncia totalmente ao seu EU, dando ao Espírito Santo a primazia e o domínio de toda a sua vida.

Conclusão:

Deus criou o homem para ser governado pelo espírito, tendo a alma como elo de ligação entre este e o seu corpo, que atenderia às suas ordens. O pecado levou o homem a viver sob o governo da carne, tornando-o seu escravo. A Obra de Deus tem como objetivo tornar o homem novamente governado pelo espírito, que por sua vez se submeterá ao seu Espírito Santo, levando-o a uma vida onde nada de sua velha natureza interfira. Foi sobre esta Obra que o Senhor Jesus falou com Pedro, quando disse: “…outro te cingirá e te levará aonde não queres ir”. O apóstolo Paulo fala do mesmo assunto quando diz: “Vivo, não eu, mas Cristo vive em mim”.

DICIONÁRIO

Torrente (curso de água impetuoso, grande abundância)

XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

Quinta Semana

O que fez Jesus por nós?

O que Deus fez por Nós?

Deus se fez homem e habitou em nosso meio.

 (Jo 1:14 E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade.)

“Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus, Mas esvaziou-Se a Si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; E, achado na forma de homem, humilhou-Se a Si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz.” (Fil 2:6,8).

Ele ainda fez mais, humilhou-se a Si mesmo (recebeu de nós o desprezo, o cuspido, as bofetadas, os açoites, os pregos e a coroa de espinho).

Nos deu a vida pela Sua morte

“E, visto como os filhos participam da carne e do sangue, também Ele participou das mesmas coisas, para que pela morte aniquilasse o que tinha o império da morte, isto é, o diabo; E livrasse todos os que, com medo da morte, estavam por toda a vida sujeitos à servidão.” (Heb 2:14,15).

Pela Sua obediência nos fez justos diante do Pai

“Porque, como pela desobediência de um só homem, muitos foram feitos pecadores, assim pela obediência de um muitos serão feitos justos.” (Rom 5:19).

Nós que tínhamos nenhuma utilidade para Ele

“Todos se extraviaram, e juntamente se fizeram inúteis. ….”

 (Rom 3:12)  Todos se extraviaram, e juntamente se fizeram inúteis. Não há quem faça o bem, não há nem um só.

 Aniquilou-se de si, renunciando-Se;

“Mas esvaziou-se a si mesmo…..”;

 (Fil 2:7)   Mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens;

Se fez servo: “…tomando a forma de servo…” (Fil 2:7)

Deixou Sua vontade para fazer a vontade dAquele que O enviou;

“Porque eu desci do céu, não para fazer a minha vontade, mas a vontade daquele que me enviou.” (Jo 6:38)

 

Quis e obedeceu a ordem recebida;

“Ainda que era Filho, aprendeu a obediência, por aquilo que padeceu. E, sendo ele consumado, veio a ser a causa da eterna salvação para todos os que lhe obedecem;” (Heb 5:8,9)

Ofereceu uma oferta pelo Seu sacrifício por nós;

“E andai em amor, como também Cristo vos amou, e se entregou a si mesmo por nós, em oferta e sacrifício a Deus, em cheiro suave.” (Efés 5 : 2)

Peregrinou aqui com um único intuito,

“Porque o Filho do homem veio buscar e salvar o que se havia perdido.” (Lucas 19 : 10) “Jesus disse-lhes: A minha comida é fazer a vontade daquele que me enviou, e realizar a sua obra.” (Jo 4 : 34)

Jesus não curou nossas enfermidades quando cremos Nele e O aceitamos, Ele nos curou quando se entregou naquela cruz por nós.

Foi ali naquela cruz que Jesus levou nossas enfermidades, nossos traumas, nossos medos

Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido.   Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e moído por causa das nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados. (Isaias 53: 4, 5)

Jesus não nos libertou quando cremos Nele e O aceitamos, Ele nos libertou quando se entregou para ser preso naquele Jardim.

Foi ali naquele jardim que ele se entregou por nós,

Mateus 26: 55  Então disse Jesus à multidão: Saístes, como para um salteador, com espadas e varapaus para me prender? Todos os dias me assentava junto de vós, ensinando no templo, e não me prendestes. 56  Mas tudo isto aconteceu para que se cumpram as escrituras dos profetas. Então, todos os discípulos, deixando-o, fugiram.

Foi quando olhávamos para Ele e o rejeitávamos que Ele levou sobre sí a rejeição que nos torna infrutífero perante Deus. (há não consigo mais amar, eu fui rejeitado) etc.

Era desprezado, e o mais rejeitado entre os homens, homem de dores, e experimentado nos trabalhos; e, como um de quem os homens escondiam o rosto, era desprezado, e não fizemos dele caso algum. (Isaias 53: 3)

Foi quando O amaldiçoavam que Jesus levou consigo as nossas maldições.

“Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós; porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro;”  (Gálatas 3 : 13)

 XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

Sexta Semana

A importância da Cruz

 

Foi naquela cruz que Jesus nos uniu e em sua última oração aqui na terra Ele pediu a Deus que nos fizesse Um como Ele o Pai e o Espírito Santo é.

Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo seu caminho; mas o SENHOR fez cair sobre ele a iniqüidade de nós todos. Isaias 53: 6

Foi alí naquela cruz que Jesus tornou real as Obras de Deus que fora feita antes da fundação do mundo.

 Jesus disse-lhes: A minha comida é fazer a vontade daquele que me enviou, e realizar (tornar real) a sua obra. João 4:34

Mas todas essas obras foram feitas Antes da Fundação do mundo.

 [“…] Cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo.” (Apocalipse 13 : 8).

Jesus as tornou reais quando se deu por nós. Foi isso que Jesus fez.  Muito tempo se passou.

“Mas, vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei,”  (Gálatas 4 : 4)

Foi alí naquela cruz que Jesus liberou o perdão para nós

(“E dizia Jesus: Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem. E, repartindo as suas vestes, lançaram sortes.”  (Lucas 23 : 34)

Foi alí que obtivemos o perdão de Deus e por isso podemos nos perdoar uns aos outros.

(“Antes sede uns para com os outros benignos, misericordiosos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus vos perdoou em Cristo.”  (Efésios 4 : 32)

Falamos com muita facilidade sobre o perdão de Deus, mas nem sempre entendemos o que isso significa.  Quando lemos Lamentações de Jeremias vemos o lamento pelo pecado e que por causa do pecado somos entregues nas mãos do inimigo e sofremos a ausência de Deus, quando lemos Miquéias vem sobre nós o peso de nossos pecados.

Lamentações 1: 1,2 –  COMO está sentada solitária aquela cidade, antes tão populosa! Tornou-se como viúva, a que era grande entre as nações! A que era princesa entre as províncias, tornou-se tributária! Chora amargamente de noite, e as suas lágrimas lhe correm pelas faces; não tem quem a console entre todos os seus amantes; todos os seus amigos se houveram aleivosamente com ela, tornaram-se seus inimigos.

 Miquéias 3:4 e 7: 9 –  Então clamarão ao SENHOR, mas não os ouvirá; antes esconderá deles a sua face naquele tempo, visto que eles fizeram mal nas suas obras. (Miquéias 3:4)

  Sofrerei a ira do SENHOR, porque pequei contra ele, até que julgue a minha causa, e execute o meu direito; ele me tirará para a luz, e eu verei a sua justiça. (Miquéias 7:9)

Só então entendemos o que Jesus fez por nós!

2 Coríntios 5:21  Àquele que não conheceu pecado, o fez pecado por nós; para que nele fôssemos feitos justiça de Deus.

LER – Note que Jesus se fez pecado por nós (não pecador), Quando Ele morreu na cruz o nosso pecado morreu com Ele, para que Nele fossemos feitos justiça de Deus. Ele se torna pecado por nós. Ser justiça de Deus é voltar a origem. É ser aquilo que Deus sempre planejou que fossemos Não é normal para Deus você ser pecador, é normal para Deus que você seja justo. Então quando Jesus se tornou pecado, Ele ficou em nosso lugar, para que nós estivéssemos diante de Deus como justos.

Agora somos identificados por Deus como justos com Jesus. Agora somos o que Jesus é. E vamos assentar com Jesus no trono (“E quando eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também.”  (João 14 : 3)  e  Efésios 2:6  E nos ressuscitou juntamente com ele e nos fez assentar nos lugares celestiais, em Cristo Jesus;

Agora podemos nos relacionar com Deus sem medos, sem culpas, sem dor, porque somos Justiça de Deus, somos iguais a Deus, Imagem e Semelhança de Deus.

Não perca mais tempo, aceite as obras de Jesus na sua vida. Aceite a cura da tua alma, a libertação de seus vícios, a quebra das maldições que lhe foram lançadas quando Adão pecou.

Foi isso que Jesus fez!

XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

Sétima Semana