Acerca do Dízimo

Um breve estudo acerca do Dízimo

 

O dízimo era só para o tempo da Lei?

O Dízimo se tornou uma Lei no Antigo Testamento, porém a primeira vez que é citado o Dízimo, é em Gn 14: 20, onde Abraão entrega o Dízimo a Melquizedeque, e a segunda vez que o Dízimo é mencionado no VT é em Gênesis 28:22 onde Jacó faz de forma voluntária um voto ao Senhor dizendo que se Deus fosse com ele e lhe trouxesse de volta em paz e segurança, ele daria a Deus o Dízimo de tudo o que o Senhor o houvesse abençoado. Como a Lei veio bem depois entendemos que a decisão de Dizimar a Deus era uma forma voluntária de agradecimento.

Em Levítico 27:32 em diante vemos o Dízimo se tornando uma dentre as muitas leis cerimoniais que era estabelecida ao povo Hebreu após a saída do Egito. Para os dias de hoje o Dízimo não é exigido como lei para o Novo Testamento, porém o NT nos ensina sobre o dar, como podemos ver em 2 Coríntios o Apóstolo Paulo organizando a coleta das ofertas destinadas ao suprimento das necessidades da igreja.

Vemos que o propósito das arrecadações que eram feitas de forma voluntária tinha a finalidade ajudar aos santos em suas necessidades  (2Co 8:3,4). No versículo 12 lemos que a contribuição financeira é de acordo com o que a pessoa tem, e isso nos dá a ideia de proporcionalidade o que nos faz lembrar o Dízimo que era proporcional ao que a pessoa tinha recebido de Deus.

O ofertar ou dizimar nos dias de hoje é uma forma de amar como diz o versículo 24 de 2ª Coríntios capítulo 8. Cada crente deve contribuir com amor e satisfação por que Deus ama quem dá com alegria (2 Co 9:7).

Em 1 Timóteo 5:17 e 18 lemos que Paulo diz que os presbítero ou pastores, principalmente aqueles que se esforçam no governo da igreja e no ensino da Palavra são dignos de dobrados honorários e que o trabalhador é digno de seu salário. De onde vem esse dinheiro? Logo a razão da arrecadação da igreja através do dízimo e ofertas seguem como uma referência do VT e todo crente deve fazer parte dessa dádiva com alegria, e não se sentir constrangido por isso.

Dentro dessa graça que Paulo se refere 2 Co 8:6 e da Generosidade e alegria(v2) com que a Igreja de Macedônia contribuía  vemos aí princípios para a arrecadação das ofertas e dízimos dentro da igreja.

1º Todo crente tem que dar

2º  Dar com alegria

3º Dar com generosidade

4º Dar de acordo com o que tiver recebido de Deus. Questão de proporcionalidade.

O dízimo não é uma lei no NT mas é uma tradição da Igreja de Cristo.

O Dízimo é um referencial do Velho testamento

Em um resumo vemos que o Dízimo era uma forma de gratidão e reconhecimento a Deus como o abençoador, depois se torna Lei e hoje é Graça.

  1. Onde vemos o Dízimo pela primeira vez?

R.___________________________________________________________________________

  1. Cite alguns versículos onde o Dízimo se torna uma lei cerimonial?
  2. ___________________________________________________________________________
  3. Em sua opinião de acordo com o estudo, podemos dizer que o Dízimo é uma referência ao Velho Testamento?

R.____________________________________________________________________________